Blog de uma leitora crónica, obsessiva livresca e bibliomaníaca. Os livros que li e as minhas opiniões.

Posts

Terça-feira, 02 de Janeiro de 2007

 

(Ano de edição: 1984)

 

O facto de Irene Beltrán ser proveniente de uma família burguesa e abastada não impediu Francisco Leal, um jovem fotógrafo secretamente empenhado em acabar com a ditadura militar, de se sentir fortemente atraído pela sua beleza. Não importava que o seu noivo, Gustavo Morante, "O Noivo da Morte", fosse um capitão do exército. Cada vez que Francisco a acompanhava nas suas incursões jornalísticas, ele apaixonava-se ainda mais por ela.

Quando investigam o misterioso caso de Evangelina Ranquileo, que sofre de  ataques , cujos rumores indicavam que teria poderes miraculosos, parece um caso como tantos outros. Porém, a chegada dos soldados e o súbito desaparecimento de  Evangelina criam um ambiente de desconfiança. O par empreendedor, numa tentativa de a localizar, envolvem-se num clima de terror e violência.

 Inserida num ambiente de incerteza e medo, num país de detenções arbitrárias, desaparecimentos súbitos e execuções sumárias, o segundo romance de Isabel Allende narra a paixão entre duas pessoas dispostas a arriscar tudo pela justiça e pela verdade. A realidade crua de morgues cheias  e túmulos em massa contrasta com a paisagem colorida da América do Sul. Aqui são audazmente criadas personagens como a mãe de Irene, obstinadamente ignorante e decadente, o impulsivo e imprudente pai  de Francisco (um professor de espanhol exilado) e Mario, uma celebridade homossexual e revolucionário destemido, que experimentam as alegrias e as dores de um país onde qualquer coisa pode acontecer: uma convenção de rãs, carne gratuita distribuída por um "talho filantrópico", um bebé que nasce através de uma clarabóia...

Como n' A Casa dos Espíritos Isabel Allende revela uma capacidade  impressionante de contadora de histórias. De Amor e de Sombra encerra um conto de tragédia e êxtase, de sacrifício e bravura, de lealdade familiar e traição do governo.

(Texto traduzido do inglês do site www.isabelallende.com)

Citações


 

(pág. 11) "O tamanho de um homem dependia da sua atitude."

 

(pág. 140) "A mão levantada contra os próprios pais converte-se em pedra."

 

(pág. 197) " Para onde o coração se inclina, o pé caminha."

publicado por xana às 00:02